Sanidade Pública na Irlanda

Lamentavelmente o sistema público de sanidade na Irlanda não é universal, pelo que em função dos teus recursos económicos poderás, ou não, ter direito à assistência médica. Os recém-chegados à Irlanda não têm direito a assistência médica gratuita.

Se és cidadão europeu e em caso de deslocação temporária à Irlanda, é recomendável ser portador do European Health Insurance Card (Cartão Europeu de Seguro de Doença), que é o documento que te permite, caso venhas a necessitar, ter assistência médica e hospitalar. Caso não disponhas do mencionado Cartão Europeu de Seguro de Doença ou o Cartão Sanitário irlandês serás considerado paciente particular/privado, e, como tal, terás de pagar a consulta ao médico que te atender. A primeira vez que fores atendido tens que pagar 100€ não reembolsáveis e nas consultas seguintes 50€ / 60€ aproximadamente (em consultas de atenção primária “GP” – General Practitioner).

Para obter o Cartão Sanitário irlandês é exigido, como mínimo, um ano de estadia continuada para ser considerado residente habitual. Só a partir de então tens direito à assistência sanitário em igualdade de condições que os restantes cidadãos residentes na Irlanda e poderás então inscrever-te como paciente num médico para a obtenção de cuidados médicos primários “GP” (General Practitioner).

A verdade é que a reduzida inversão por parte do Governo irlandês em pessoal sanitário, origina esperas elevadas na obtenção de consultas nos hospitais, inclusivamente nas urgências. É verdade que têm hospitais novos e com boas prestações mas carecem de pessoal, motivo pelo qual foram fechadas enfermarias e os pacientes são aglomerados em quartos e corredores. Há quem recomende não ir ao hospital durante a tarde nem durante a noite dado que a espera pode ser eterna. Há pessoas que tiveram de esperar 9 horas para serem atendidos.

Para evitar estas situações, pode-se contratar um seguro médico a fim de se assegurar mais rapidez, ou, na eventualidade de ser uma situação médica leve, pode-se procurar um médico particular. Por outro lado e para aqueles que têm intenções de ir trabalhar para a Irlanda, informa-se que é comum que no contrato a celebrar, a empresa ofereça pagar as despesas do seguro (ou da consulta).

Recomendações: Os medicamentos na Irlanda são caros, pelo que se necessitas de algum medicamento, recomendamos que os compres, antes da entrada na Irlanda.


Para mais informação:





Looking to advertise? Email us to ads@movetodublin.com.

Move to Dublin

A guia de Dublin em português para viver, estudar inglés e procurar trabalho em Dublin.